24 de janeiro de 2011

Quase 2 anos e pouca coisa mudou... isso é vida?

Por que muitas vezes têmos a impressão de que alguns animais só nasceram pra sofrer?

Essa família vive um dilema... a mãezinha teve 5 bebês... no meio de muita dificuldade e pobreza vieram 5 vidinhas ao mundo... e qual é o desejo de uma mãe?



Que seus filhos cresçam com saúde e que sejam acolhidos por famílias que lhes dê carinho e proteção, mas o que sente uma mãe que vê alguns dos seus filhos por quase 2 anos aprisionados e passando necessidades?

A mãezinha viu com alegria 3 de seus 5 filhos partirem para uma vida melhor, serem adotados..., mas e os outros 2??

O que foi que eles fizeram pra levar essa vida? O que ela própria fez para merecer tanto sofrimento??

Tenho certeza que ela preferia a morte a ter que ver seus filhos enjaulados, como se pagando por um crime que nunca cometeram.

Preta, Eros e Yago, esses são os 3 prisioneiros da lavanderia.


Vivem dentro de uma lavanderia, um cômodo frio e apertado..., sem o calor do sol, sem uma palavra de carinho ou um cafuné na cabeça, sem um passeio ou uma espreguiçada ao sol.... passando fome e muito stress.

Diante de tanta fome, tanto desprezo e tristeza, acabam brigando entre si... se machucando...

Só comem ração quando consigo doação... e cada grão é disputado com voracidade. Quando não tem ração, se contentam com fubá e restos, no meio do cocô e do xixi procuram por um cantinho pra se ajeitar...


E assim vivem por quase 2 anos...


Sua tutora é o semblante do desespero... num quinta com várias casas, e a sua própria casa com vários moradores, entre netos, parentes e filhos drogados, ela faz o que pode, tentando intermediar as reclamações e xingamentos dos moradores pelos latidos e mal cheiro do lugar e a esperança de conseguir doá-los um dia... o desespero bate... ela pensa em chamar o CCZ, em soltá-los na rua..., mas vai aguardando... acreditando que o futuro pode mudar e o desejo da mãezinha seja atendido...


Por muito menos, já vi pessoas abandonando seus animais... e é isso que me faz algumas vezes sentir pena dela e também acreditar que eles terão um lar... que conseguirei tirá-los dessa prisão horrível e entregá-los com a maior alegria do mundo à uma família de verdade...

Confesso que muitas vezes me bate um desespero... visitá-los é um martírio... uma sensação de impotência... amar os animais é querer vê-los bem, com uma família... e essa situação só me faz sentir uma grande tristeza...


Eu imploro... me ajudem a conseguir uma família pra esses 3 pretinhos?

Eles não pediram pra nascer... mas não querem morrer sem saber o que é ser amado, o que é ter uma família...

Eles precisam de você... por favor, não os abandone.


Obrigada,

Janaina

(clique na imagem para ampliar).

OBS.: As palavras sublinhadas contém links que visualizam postagens anteriores. Clique para conferir.

3 comentários:

Regina Bolico disse...

Janaína
Não perca a confiança, continue fazendo o bem e acreditando firmemente que nesse momento alguém está se sensibilizando com teu apelo. Vcê terá o retorno que espera. Confie!
Vou publicar a foto deles no meu blog.
Um grande abraço!

Anônimo disse...

Jana, divulguei seu blog, pedindo um apelo especial pra os 3, inclusive no interior, que é mais facil e aspessoas tem lugares mais espaçosos. Vamos acreditar.

Michelle Nazar disse...

Jana, amei seu lindo e dedicado blog! Olha..sei o que é isso..tenho duas peludinhas adotadas e que sofriam muito antes de tornarem-se minhas filhas caninas! Vou procurar divulgar o caso dos três e não vamos perder a fé...eles tbm merecem ser felizes! Outra coisa..e a Estrela? Econtraram? Ela lembra uma das minhas filhotas..bjks e parabéns pelo blog ;)