16 de abril de 2008

Cuidando de seu gato: 10 aspectos essenciais

Embora os gatos se mostrem muito independentes e experts na utilização da caixa de areia, eles ainda dependem de você no que diz respeito a prover alimento, água, um lar seguro, cuidados veterinários, sua companhia entre outras coisas. Prestando atenção a estes quesitos essenciais você garantirá uma recompensadora relação com seu amiguinho felino.


1- Confeccione um colar com uma placa de identificação para seu gato, contendo nome, endereço e número de telefone. Não importa o quão cuidadoso você seja sempre há uma chance de seu peludinho escapulir por uma brecha na porta. A utilização de uma placa de identificação eleva as chances de ter seu gatinho de volta ao lar, são e salvo.


2- Siga as leis que regulam a posse animal em sua cidade. Estas legislações têm por objetivo assegurar proteção para os animais e a comunidade. *No caso da cidade de São Paulo temos Lei Municipal Nº 13.131, de 18 de maio de 2001. Saiba mais em RGA – Registro Geral Animal na seção Cuidados. Clique aqui e saiba mais.

3- Mantenha seu gato dentro de casa. A criação indoor – sem acesso as ruas – é o melhor para seu gatinho, você e para a comunidade.

4- Leve seu gato regularmente ao veterinário para uma avaliação. Caso não tenha um veterinário, busque por referências junto a grupos de proteção animal e/ou indicação de amigos.

5- Castre seu gato. Isto elimina possíveis problemas no aparelho reprodutor e colabora para redução do problema da superpopulação.

6- Ofereça ao seu gato uma dieta balanceada e muita água fresca. Pergunte ao seu veterinário sobre indicações da ração adequada para seu animal, bem como a quantidade diária apropriada às necessidades dele.

7- Treine seu gato para eliminar comportamentos indesejáveis, tais como, arranhar mobília ou pular em prateleiras. Ao contrário da crença popular os gatos podem ser treinados, desde que haja um pouquinho de paciência, esforço e compreensão de sua parte.

8- Escove frequentemente seu gato, assegurando assim um pelo saudável e reduzindo a formação de bolas de pelo. Escovar os gatos de pelo longo para reduzir a formação de bolas de pelo no aparelho digestivo é algo muito importante, todavia, os gatos de pelo curto também precisam deste tipo de cuidado já que eles ingerem grandes quantidades durante os “banhos” e podem desenvolver bolas de pelo.

9- Reserve um tempo para brincar com seu gato. Embora gatos demandem um nível menor de exercícios que os cachorros, momentos de brincadeira e interação com seu gato garantem a ele atividade física e estimulação mental que ele precisa, além de fortalecer os laços que existem entre você e seu gato.

10- Seja leal e paciente com seu gato. Certifique-se de que suas expectativas em relação a um gatinho são razoáveis e lembre-se que a maioria dos problemas comportamentais pode ser resolvida. Se você está em pé de guerra com o comportamento de seu gatinho, fale com seu veterinário ou protetores animais experientes.

Fonte: HSUS - The Humane Society of the United States é uma organização de proteção animal americana, conta com mais de 10 milhões de membros e existe há 54 anos. Disponível em:
http://www.hsus.org/pets/pet_care/cat_care/caring_for_your_cat_the_top_ten_essentials.html



*Tradução Amauri

2 comentários:

Janaina disse...

Linda foto primo!!
Obrigada pela tradução e por toda ajuda com o blog!!

Obrigada à voce e ao Marcos..., meus queridos primos e amigos!!!

Obrigada pela força....

bjs grandes pra vcs!!!

Amauri disse...

Obrigado Jan, quem sabe vários internautas encontram o blog e se deixem seduzir por esta belezura e comecem a pensar em ter um destes em casa!!! Cada um lindo a sua maneira, única em todas suas particularidades.

Bjs e pode contar com nosso apoio.