9 de março de 2010

Assassino que arrastou pit bull até a morte é preso.

Gente, abaixo seguem três tópicos sobre o mesmo assunto: o caso de um pit bull que foi arrastado por uma moto até a morte em Campinas.

O primeiro tópico é para dar a feliz notícia que o criminoso foi preso no final de fevereiro (Viva!! Mais um bom motivo para comemorar e dar risada da cara desse maldito!!)

O segundo conta como tudo aconteceu e foi testemunhado por pessoas que estavam no local.

E o terceiro e último é uma Petição contra esse bandido!

Leia, se informe sobre mais essa atrocidade cometida contra os animais e faça a sua parte, assinando a petição e encaminhando para os amigos.

Vamos cobrar para que a justiça seja feita e ele pague atrás das grades por todos os crimes que já cometeu.

Jana


Assassino que arrastou pit bull até a morte é preso nesta sexta-feira
26 de fevereiro de 2010
O assassino do pit bull arrastado por uma moto na Via Anhanguera, em SP, foi preso nesta sexta-feira (26). Ele está no 8º DP prestando depoimento e já confessou ter sido ele quem cometeu o crime.

Conforme notícia publicada na
ANDA, o pit bull morreu nesta segunda-feira (22), no Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) de Campinas (SP), após ter sido resgatado com ferimentos pelo corpo em uma passarela de pedestres no km 105 da Via Anhanguera, na altura do bairro Nova Aparecida. O animal foi abandonado por volta das 9h sobre a passarela por um motociclista que chegou ao local com o cão amarrado em uma corda e sendo obrigado a correr ao lado do veículo.

O criminoso se chama Isaac da Silveira, tem 32 anos, e em seu histórico já constam 8 boletins de ocorrência. Ele foi preso pela equipe de investigadores do 8º DP.

Pit bull é puxado por moto até morrer exausto
24 de fevereiro de 2010

Um pit bull morreu no dia 22/02 no Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) de Campinas (SP) após ter sido resgatado com ferimentos pelo corpo em uma passarela de pedestres no km 105 da Via Anhanguera, na altura do bairro Nova Aparecida. O animal foi abandonado por volta das 9h sobre a passarela por um motociclista que chegou ao local com o cão amarrado em uma corda e sendo obrigado a correr ao lado do veículo.

A cena foi testemunhada por pessoas que trabalham na região e por outras que passavam pelo local. “Ele (motociclista) veio puxando o cachorro e parou em frente ao posto. O cachorro estava muito cansado e tentou deitar, mas ele não deixou e arrastou o animal até a passarela”, disse uma das testemunhas. Indagado pelas pessoas sobre o motivo que o levou a tratar o pit bull daquela forma, o motociclista, que estava em uma CG 150 e permaneceu com o capacete o tempo todo, afirmou que havia sido pago para “dar um fim no cachorro”. Após abandonar o cão, o homem fugiu do local.

O pit bull tinha ferimentos nas patas, unhas, coxas, cauda e região abdominal, estava ofegante e espumava pela boca. O animal ficou cerca de 30 minutos na passarela até o resgate do CCZ. Ao centro de zoonoses chegou debilitado, com as mucosas e a língua roxa, com dificuldade para respirar e a temperatura do corpo muito elevada, morrendo de hemorragia pulmonar devido ao esforço excessivo, segundo a médica-veterinária do CCZ, Marisa Denardi. “Recebemos pit bulls vítimas de maus-tratos, mas casos com tanta crueldade como este são incomuns”, disse a veterinária.

Anotada por testemunhas, a placa da moto que arrastou o pit bull foi passada para o CCZ, que, por sua vez, informou o número ao Instituto Anjos do Meio Ambiente (AMA), que afirmou à reportagem, ontem pela manhã, que registraria um boletim de ocorrência (BO). Até o fechamento desta edição, no entanto, nenhum boletim sobre o caso havia sido registrado no 8º Distrito Policial (DP), que atende a região do bairro Nova Aparecida.
Segundo Marisa, o CCZ recebe cerca de cinco denúncias de maus-tratos diariamente e encaminha os casos para entidades protetoras dos animais, que se encarregam de resgatar os bichos e registrar BOs contra os responsáveis. O CCZ só recolhe animais atropelados, em sofrimento em vias públicas, com suspeita de raiva ou outras doenças ou agressivos. Atualmente, cerca de 80 animais, a maioria cachorros, estão abrigados no CCZ.
LEGISLAÇÃO
O artigo 32 da Lei Federal 9.605 de 1998 prevê pena de detenção, de três meses a um ano, e multa a quem
praticar ato de abuso, maus-tratos, ferir ou mutilar animais silvestres, domésticos ou domesticados, nativos ou exóticos. A pena é aumentada de um sexto a um terço se o animal morrer.
PETIÇÃO
Após assinar voce receberá um email solicitando que click no link para confirmar sua assinatura. Existem várias ONG's de Campinas envolvidas neste caso (AMA / AAAC / UPA / GAAR / GAVAA / AMA) e precisamos muito da sua ajuda para alcançar justiça já.

Assine a petição e divulgue-a aos seus contactos.
Desejamos conseguir mínimo de 10.000 assinaturas ao redor do mundo.

2 comentários:

Mirella e enigmas disse...

Jana,vc é veterinaria?
adorei seu blog sobre os animais

Ana disse...

Maldito!esse ainda vai sofrer mto..
tinha q fazer o mesmo com ele,vagabundo!