31 de agosto de 2009

Cartinha da Luna.

Gente, olha só q gostoso... recebi uma cartinha da Luna... a gatinha fofa e gorducha que eu doei pra Suzeli.


A história da Luna é bem parecida com a de muitos gatinhos e cachorrinhos por aí... foi adotada num pet shop por uma família (minha vizinha de apartamento) porque queriam dar um "brinquedo" pra filha, mas com o passar do tempo o "brinquedo" foi perdendo a graça... crescendo... fazendo algumas artes em casa... não deu outra, a solução foi dar a gata embora... até bilhete debaixo da minha porta pra eu arrumar um lugar pra gata ela deixou...

Fiquei doida de raiva e lutei pra tirar a Luna de lá no dia seguinte... pedi um abrigo temporário pro meu primo e alguns meses depois consegui uma adotante gateira, a Suzeli.

Hoje a Luna tem carinho e uma família pro resto da vida que não liga se ela dormir em cima da TV (cliquem aqui
e entendam porque eu digo isso...rs).

"Oi Tia, tudo bem?

Estou com saudades, hoje até que enfim, minha mãe resolveu atender meu pedido de mandar umas fotinhos minha para vc, ela está sempre ocupada tia, olha que peço viu, mas sempre que ela tem um tempinho livre, fica me apertando, me chamando de gorda... tia, pode isso?

Aqui todo mundo resolveu me chamar de Gogó um apelido carinhoso de gordinha é mole? Ninguém merece..., e eu tenho que aturar isso viu, essa melação e todo mundo tendo momento felicia comigo, mas sabe, sempre reclamo não deixo barato não viu, mas no fundo eu gosto rsrsrsrsrss....

Sabe aqui posso dormir em cima da tv que todo mundo acha lindo, esse pessoal é meio doido, mas gosto deles, beijos tia e vem me visitar viu.

Luna (Gogó) e Suzeli"

2 comentários:

Pá... disse...

Mewww, que lindaaaaa...

Confissões de Anita disse...

eu me lembro dela qdo fui levara bethina e a brigite po vc ela estava no carro, graças a deus ela está bem , quería ajudar muito mais,vc sabe né...quería que todos os animaiszinhos estivessemn a salvo, com comida e um lugar quentinho e limpinho para viver....infelizemhte não é assim, imagine se o ser humano faz oque faz coim a própria raça imagine comas outras...
katherine